Antônia Fontenelle se revolta após acusação de xenofobia de Juliette: “Vá estudar”

Apresentadora já teve problemas com Juliette

Antônia Fontenelle se revolta após acusação de xenofobia de Juliette: "Vá estudar"
(Foto: Reprodução/Instagram)

A apresentadora Antônia Fontenelle está revoltada com o comportamento de Juliette, vencedora do BBB 21. Toda essa revolta da apresentadora veio depois de Juliette acusar a produção de um filme. Em suas redes sociais, Juliette disse que foi vítima de xenofobia já que a produção pediu para que ela neutralizasse o sotaque.

A primeira coisa quando eu entrei no estúdio, uma pessoa falou assim: ‘Só queria te pedir uma coisa, tem como neutralizar um pouquinho seu sotaque?”

Antônia Fontenelle já teve problemas com Juliette, pois a paraibana também acusou a apresentadora de xenofobia. Por isso mesmo, Antônia Fontenelle gravou um vídeo nas redes sociais para falar sobre o comportamento da cantora.

“Ela insiste em ser atriz, cantora e sei lá o que, mas sem estudar. Ela e sua mania de acusar todo mundo de xenofobia. Inclusive ela me arrumou um problema muito grande por causa dessa palhaçada dela.”

Para Antônia Fontenelle, a acusação de Juliette não tem fundamento, pois seria normal o pedido da produção.

“Ela foi fazer um teste de dublagem, pra fazer um filme com projeção internacional e, chegando lá, pediram pra ela neutralizar o sotaque, mais do que normal. E ela foi acusar a produção de xenofobia. Querida, deixa eu te falar uma coisa: Susana Vieira é carioca e ela fez a Maria do Carmo, que é nordestina. Quando pediram pra ela fazer sotaque de nordestina, você acha que ela foi acusar o Aguinaldo Silva ou os diretores da novela de xenofobia?”

Antônia Fontenelle finalizou o seu desabafo apelando para que a cantora parasse de fazer tal acusação contra as pessoas.

“Eu queria lhe pedir que te manca, vá estudar e pare de ficar acusando as pessoas de xenofobia.”

Polêmicas com Juliette

Antônia Fontenelle já protagonizou uma grande polêmica com Juliette depois de comentar as agressões do DJ Ivis contra a sua ex-esposa, Pamela Hollanda. Em julho de 2021, ela classificou as agressões como “Paraibada”, só que muitos entenderam como preconceito. Em uma rede social, Juliette rebateu a fala da apresentadora, pois também entendeu como preconceito.

“Não é força de expressão, é xenofobia. Não existe “ser Paraíba” e “fazer paraibada”. Existe ser PARAIBANA/O, o que sou com muito orgulho. Tire seu preconceito do caminho, que vamos passar com a nossa cultura e não vamos tolerar atitudes machistas e xenofóbicas de lugar algum.”

Leonardo França

Leonardo França

Formado em Administração pela UFCG e especialista em Marketing Digital pela Unopar.