Gusttavo Lima volta a ser acusado de se apropriar indevidamente da música, ‘Fora do Comum’

Compositor ganha direito de continuar processo em que pede indenização de R$ 20 milhões

Gusttavo Lima volta a ser acusado de se apropriar indevidamente da música, 'Fora do Comum'
Gusttavo Lima (Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor Gusttavo Lima está revivendo um problema que parecia ter sido superado. De acordo com as informações do portal G1, o compositor André Luiz Gonçalves da Silva ganhou o direito de continuar processando o cantor Gusttavo Lima. O processo de danos morais tinha sido arquivado pelo juiz William Costa Mello em junho de 2019. No entanto, em nova decisão nesta terça-feira (22), André ganhou o direito de continuar movendo o processo.

Ainda de acordo com o portal, o compositor goiano cobra uma indenização de R$ 20 milhões por danos marais. Isso porque, André diz ser o único autor da música, ‘Fora do Comum’, sucesso na voz de Gusttavo Lima em 2011.

A assessoria de Gusttavo Lima foi procurada pela reportagem, mas decidiu não se pronunciar sobre o assunto. Sendo assim, a assessoria informou que vai se aprofundar no processo. Mas, na época, Gusttavo Lima já tinha se manifestado sobre o imbróglio. O embaixador alega que a música foi feita em conjunto com André. Além disso, Gusttavo Lima assegura que pagou 50% do valor arrecadado com a música.

Em fevereiro do ano passado, André trouxe a polêmica à tona por meio da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia. Sendo assim, o compositor afirma que o cantor Gusttavo Lima se apropriou indevidamente da canção. Isso porque, Gusttavo Lima teria editado 50% da música e ainda registrado no seu nome. Além disso, André conta que não perdeu tudo porque registrou os outros 50% em cartório.

“Pra não perder tudo, eu fui em outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome, ele já havia feito o registro de metade”

Leonardo França

Leonardo França

Formado em Administração pela UFCG e especialista em Marketing Digital pela Unopar.